Ausangate e o Circuito de Trekking Acima dos 4.000 Metros de Altitude

Ausangate e o Circuito de Trekking Acima dos 4.000 Metros de Altitude

Em algum lugar, alguma coisa incrível está esperando para ser conhecida.
Carl Sagan

O Nevado Ausangate é um pico da Cordilheira Vilcanota, subcordilheira dos Andes, localizado no Distrito de Ocongate, Província de Quispichanchi, região de Cusco. Quarta maior montanha do Peru, com 6.384 metros de altitude, seu nome em quechua significa “cobre” e é considerada sagrada pelos locais, sendo um dos centros de peregrinação mais procurado pelos descendentes Incas. O trekking de 80km que circunda Ausangate é um dos principais atrativos, passando por campos rupestres de altitude e pastoreio de llamas, alpacas e ovelhas, pacatos vilarejos, belíssimas lagunas e distintas formações rochosas, gelo e “passos” de montanha com mais de 5.000 metros de altitude.

Continuar lendo “Ausangate e o Circuito de Trekking Acima dos 4.000 Metros de Altitude”

REVIEW – Mochila Arc’Teryx Kea 37 Men’s Tall

REVIEW – Mochila Arc’Teryx Kea 37 Men’s Tall

Quem não gosta de mochilas, que atire a primeira pedra, afinal ela é nossa principal companheira de aventuras. A mochila é quem nos acompanha a cada passo, portanto podemos afirmar que ela ocupa o topo da lista de itens essenciais ao trekker, sendo a responsável por uma série de fatores consideráveis na sua caminhada. No intuito de auxiliar aos que desejam adquirir um novo equipamento, quero deixar aqui minhas impressões sobre a Arc’Teryx Kea 37, minha nova parceira de aventuras, comprada para trekking e montanhismo.

Continuar lendo “REVIEW – Mochila Arc’Teryx Kea 37 Men’s Tall”

Kungsleden, a Trilha do Rei e um Trekking Acima do Círculo Polar Ártico

Kungsleden, a Trilha do Rei e um Trekking Acima do Círculo Polar Ártico

Hej, hej! Minha mulher me propôs um cruzeiro pelo Báltico. Não gosto de cruzeiros, mas casamento, entre outras coisas, é conciliação de interesses. Vi a oportunidade de fazer uma trilha famosa, sobre a qual havia lido fazia algum tempo. O cruzeiro foi bom, com visitas à lindas cidades históricas do Mar Báltico. Deixamos o navio em Stockholm, ao invés de voltarmos ao início do roteiro, em Kiel (Alemanha). Ficamos dois dias nesta maravilhosa capital da Suécia. De lá, minha esposa regressou ao Brasil. Eu tinha férias maiores e ficaria mais uma semana na Escandinávia. Segui para Kiruna e de lá para Abisko, bem dentro do Círculo Polar Ártico, para iniciar a trilha em 05.09.2014.

Continuar lendo “Kungsleden, a Trilha do Rei e um Trekking Acima do Círculo Polar Ártico”

Ushuaia – Trekking e Perrengues no Paso de La Oveja

Ushuaia – Trekking e Perrengues no Paso de La Oveja

O trekking do Paso de La Oveja, geralmente é realizado em três dias (muita gente faz em dois dias) e é muito popular em Ushuaia. Passa entre os Montes Martial (logo atrás da cidade de Ushuaia) e o Cordón Vinciguerra, dentro do Parque Nacional Terra do Fogo. A trilha é fácil, tanto no perfil quanto na navegação, exceto no trecho final. Segue primeiro pelo belo Vale Andorra e, depois do Paso de La Oveja, percorre o Cañadon de La Oveja, vale glacial estreito, bonito e imponente. Faz jus à sua popularidade. Logo após retornar do circuito Sierra de Valdivieso, descansei um dia em Ushuaia após o cansativo trekking anterior. Comprei um tênis de trilha Hitec (trail runner) para substituir minha valente e acabada bota Salomon, pão e queijo para a trilha. Minha Salomon foi aposentada num lugar especial para uma bota de trekking: Ushuaia. Preferi comprar um tênis porque acredito que faria menos calos que uma bota não amaciada.

Continuar lendo “Ushuaia – Trekking e Perrengues no Paso de La Oveja”

Ushuaia – Trekking e Perrengues no Fim do Mundo

Ushuaia – Trekking e Perrengues no Fim do Mundo

Tirei os meses de fevereiro e março e fui para Ushuaia fazer umas trilhas sugeridas pelo guia Lonely Planet (Trekking in the Patagonian Andes). A intenção original era ir com o Edver Carraro (administrador do site) para a Isla Navarino, sul de Ushuaia, para fazer o trekking de Dientes de Navarino. Infelizmente o Edver não pode ir por questões de trabalho e deixamos o roteiro para o próximo ano. Optei então por fazer três trilhas em Ushuaia: Laguna Esmeralda (1 dia), Circuito Sierra de Valdivieso (4 dias) e Paso de las Ovejas (3 dias). Todos muito bonitos e fáceis, com exceção da Sierra de Valdivieso, terreno variável e pesado, com boa parte do tempo sem uma trilha definida, exigindo paciência e vara mata, além de alguma navegação. Tive alguns contratempos, mas são os perrengues que fazem a trilha inesquecível!

Continuar lendo “Ushuaia – Trekking e Perrengues no Fim do Mundo”

REVIEW – Fogareiro Monatauk Gnat Titanium

REVIEW – Fogareiro Monatauk Gnat Titanium

Redução de peso! Esse é o conceito principal do “lightweight backpacking”, assunto já tratado na seção Artigos. Todos os equipamentos que compõem nossa wishlist merecem atenção especial quando o assunto é peso e o fogareiro também entra na lista de essenciais do trekker. O mercado atual oferece boas opções para a “cozinha de trilha” e dentre os modelos, os fogareiros à gás são os que mais atendem as diversas necessidades, pelo seu excelente custo-benefício, baixa manutenção, confiabilidade e eficiência.

Continuar lendo “REVIEW – Fogareiro Monatauk Gnat Titanium”

Andando na Linha na Travessia da Ferrovia do Trigo de Muçum à Guaporé

Andando na Linha na Travessia da Ferrovia do Trigo de Muçum à Guaporé

Pessoal, quero transcrever aqui o excelente relato de meu grande amigo e trekker Peter Tofte, que em visita ao Sul, fala de nossa aventura nos vales cortados pela Ferrovia do Trigo. Paisagens bucólicas, verdes dominantes e muita parceria marcaram a jornada. A EF-491, também conhecida como Ferrovia do Trigo – nome adquirido nos tempos de sua construção na década de 1970 – é uma ferrovia de ligação localizada no Estado do Rio Grande do Sul. Interliga o Tronco Principal Sul em Roca Sales com a Ferrovia Marcelino Ramos-Santa Maria em Passo Fundo.

Continuar lendo “Andando na Linha na Travessia da Ferrovia do Trigo de Muçum à Guaporé”

Parque Nacional Huascaran e o Trekking na Quebrada Santa Cruz

Parque Nacional Huascaran e o Trekking na Quebrada Santa Cruz

De 29/08 a 05/09 estive em Huaraz para fazer o trekking da Quebrada Santa Cruz, no Parque Nacional Huascaran. Escolhi este por ser um dos destinos mais belos e populares do Peru. Fui sozinho e aqui relato a experiência. O Parque Nacional de Huascarán está localizado na Cordillera Blanca, que por sua vez, pertence à Cordilheira dos Andes, no departamento Ancash. Cobre uma área de 3.400 km², foi fundado em 1 de julho de 1975 e declarado Patrimônio Mundial da Unesco em 1985. O parque é a casa de montanhas cuja altura varia entre os 2.000m e os 6.000m. Huascarán, montanha que dá nome ao parque, é o pico mais alto de Peru com 6.768 metros. Nos 3400 km² do parque há 663 glaciares, 296 lagos e 41 afluentes de três grandes rios.

Continuar lendo “Parque Nacional Huascaran e o Trekking na Quebrada Santa Cruz”

De Bento à Jaboticaba e a Travessia pela Desativada Ferrovia do Vinho

De Bento à Jaboticaba e a Travessia pela Desativada Ferrovia do Vinho

Pessoal, quero neste tópico, transcrever o excelente relato de meu grande amigo e companheiro de trilhas, Cacius Schuh, referente ao trekking no então desativado ramal ferroviário que liga Bento Gonçalves à Estação de Jaboticaba no Tronco Principal Sul na cidade de Veranópolis / RS. Meu outro grande amigo Felipe Breitenbach, também nos acompanhou nesta incrível jornada. Confira!

Continuar lendo “De Bento à Jaboticaba e a Travessia pela Desativada Ferrovia do Vinho”

A Exuberância da Lagoa dos Patos e a Travessia do Pontal de Tapes

A Exuberância da Lagoa dos Patos e a Travessia do Pontal de Tapes

Coqueiro e figueira dos matos e a bela Lagoa dos Patos, ó verdadeiro tesouro. Lago verde e azul, que na América do Sul, Deus botou pra bebedouro.

A transcrição acima é de um pequeno trecho da linda canção Lago Verde Azul de Helmo de Freitas que exalta as peculiaridades e belezas pontuais da grandiosa Lagoa dos Patos, considerada a maior laguna do Brasil e a segunda da América Latina. Situa-se paralelamente ao Oceano Atlântico, na direção nordeste-sudoeste do Rio Grande do Sul, tem 265km de comprimento, 60km de largura e 7m de profundidade, nas suas quotas máximas, com uma superfície de 10.144 km².

Continuar lendo “A Exuberância da Lagoa dos Patos e a Travessia do Pontal de Tapes”